SBCJ

Caso clínico

Lesão crônica LCA ou Luxação recidivante da patela?


Resumo:

Entorse de joelho D há 3 anos em jogo de handball

 
Paciente (dados):

13 anos, sexo feminino

 
História:

Entorse de joelho D há 3 anos em jogo de handball. Desde então vários episódios de falseio, com aumento de volume e dor vem piorando gradualmente com dor anterior no joelho e episódios de falseio (falha) nas atividades esportivas e do dia-dia.

 






  • imagem1

  • Imagem2

  • Imagem3

  • Imagem4

  • Imagem5

  • Imagem6


 
Hipótese Diagnóstica:

Lesão crônica LCA:
Sim
Não
Por quê?
Luxação Recidivante da Patela:
Sim
Não
Por quê?

 
Exame Físico:

- Lachmann negativo
- GARN e GARE negativos
- Dor a palpação contra resistência da patela (Rabot)
- Sinal da Apreensão ++
- Ângulo Q 12 graus
- Subluxação ativa em extensão

 
Diagnóstico definitivo?

- Instabilidade femuro patelar
- Classificação
- Luxação Habitual?     Major (patela alta)
- Luxação Recidivante?     Objetiva
- Luxação Inveterada?      Potencial
- Sub ?luxação?
- Tratamento?
- Conservador?
- Cirúrgico?

 
Qual a sua conduta?:

Tratamento conservador
- Sem dor ou edema neste período.
- Sente-se confortável com o programa de exercícios. Manutenção em academia

Comente o caso.
Comente a conduta.

 

Informações sobre o autor

Nome: José Francisco Nunes
Cidade: Campinas Estado: SP
Hospital: Hospital Beneficência Portuguesa de Campinas Departamento: Serviço de Cirurgia do Joelho

Comentários sobre o Caso Clínico

RODRIGO KANCELSKIS PRADO 17-08-2015
Dr. Nunes. em acordo c escola de Lyon, descreve-se Intabilidade patelar objetiva ou potencial, tendo fatores de instabilidade. Se já teve luxação comprovada (IRO) ou não (IRP). No caso descrito, não há luxação, nem fatores de instabilidade. Há valgo, aumento do Q é possível inibição do quadríceps, encaixando na SDR ( sd dolorosa rotuliana) , cujo tratamento é conservador. De qualquer maneira, observaria mais os fatores que podem levar a luxação. Abc de Campo Grande. Rodrigo Prado



Comentários sobre o Resultado Final